V Simpósio Nacional de História Cultural – Brasília – 2010

A TRADIÇÃO NA ESCOLA DO BANDOLIM BRASILEIRO

Jorge Antonio Cardoso Moura(Universidade de Brasília – PPG/MUS – Mestrando –somdebandolim@yahoo.com.br)
RESUMO: Contextualizada na cidade do Rio de Janeiro, a partir de 1870, com o nascimento do choro como gênero musical popular, a presente pesquisa tratados aspectos histórico-sociais, técnicos e estéticos que influenciaram a formação e consolidação de uma dita escola “Escola do Bandolim Brasileiro”.Centrada sobre os conceitos de tradição e inovação, a análise parte de conjunto documental reunido a partir de fontes impressas, sonoras e audiovisuais, assim como relatos de músicos bandolinistas. Discute-se o papel da tradição oral no aprendizado musical, os modos e práticas musicais desta atividade, a relevância da prática musical de instrumentistas como Jacob do Bandolim, entre outros aspectos. A pesquisa, motivada pela atividade profissional do autor enquanto compositor e instrumentista, busca conhecer as atividades que permitiram a estruturação desta prática musical assim como as relações sociais, históricas e musicais que a terão sustentado enquanto prática na cultura.
Palavras-chave: Bandolim. Tradição. Choro.