Motivada pela atividade profissional do autor enquanto compositor e instrumentista, a pesquisa buscou conhecer as atividades que permitiram a estruturação desta prática musical assim como as relações sociais, históricas e musicais que a terão sustentado enquanto prática na cultura. Centrada sobre os conceitos de tradição, a análise parte de conjunto documental reunido a partir de fontes impressas, sonoras e audiovisuais, assim como relatos de músicos bandolinistas. O estudo trata ainda sobre a definição e trajetória do bandolim por meio de investigação histórica e organológica de seus instrumentos ancestrais, desde sua origem na Europa e à sua utilização no Brasil, proveniente de Portugal e Espanha. Discute-se os modos e práticas musicais desta atividade, a relevância da prática musical de instrumentistas como Jacob do Bandolim, entre outros aspectos.